“Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados;” (Mateus 5:4)

Em meio a confusão criada pela entrada do humanismo no ambiente teológico, as verdades divinas foram corrompidas, passaram a dar a elas significados totalmente diferentes, estranhos. Prerrogativas exclusivas de Deus caíram em mãos impróprias,  foram mundanizadas pelo homem secular. 

Consolo tem um significado em cada mente em cada coração, é o relativismo retórico que destruiu os conceitos, mas não diminuiu a dor.

Consolar, segundo DEUS e só pode ser realizado por Ele, é exercer sua capacidade de chegar-se para perto do aflito, e com PODER socorre-lo. Na prática significa dividir a dor, a aflição. Ou seja, agir na alma humana por meio de verdades espirituais, que em seus significados, atenuam a dor do aflito.

Que poder há no homem para realizar algo de tamanha magnitude?

Há dois outros fundamentos que o humanismo tenta subtrair do consolo, que são a Verdade e a Esperança. Sem as quais não há consolo. E homem se acredita capaz de promover consolo. O absurdo chegou a tal proporção que existem sites especializados em consolo.


Que verdade há no homem? Qual a extensão e certeza da esperança por ele oferecida?

Sob tais verdades das Escrituras escrevi abaixo.

Entendo e procuro aceitar, a aflição, a dor, a saudade. Participei e conheço a natureza humana que percorre seus próprios caminhos – sem Deus – na busca de satisfazer a alma. O homem busca retirar de si mesmo algo que  o console, diminua seu pranto. Em vão tenta. 

Na escuridão que se encontra, lança mão de filosofias pessoais, clichês, palavras de consolo para fechar as feridas, compensar a dor. Tais tentativas são evidências do desconhecimento da natureza da alma, do cerne humano. São frases soltas, contrárias à verdade, como vindas do Senhor. Apropriam-se de seu nome, para transformá-lo em mero instrumento de auto-ajuda. Como compensar a dor que é real? O que poderá ser produzido pelo homem para preencher o vazio instaurado?

Incapaz, não compreende que apenas em Deus há a possibilidade do afago, do consolo. Ao buscar seus meios, alijando ao Senhor, perde a possibilidade de conhecer a verdadeira paz, o descanso para sua alma cansada.  São tentativas perigosas, pois rejeita as verdades divinas, optando pelo seu próprio entendimento. Isto não trará danos eternos?
Reconheço a bondade intrínseca, o choro compatilhado, os pensamentos de saudade. Mas, em nada disso, encontro o verdadeiro consolo.
Eu sei, eu bem sei que o consolo da alma só pode vir Daquele que a criou.

Em minha dor, eu bendigo ao SENHOR, pois sei: Só Tu és Deus, não há outro além de Ti, Deus de toda consolação.
Este, que um dia me fez conhece-LO verdadeiramente, me tem consolado, E como gostaria, que em Sua bondade fizessem a todos que amo conhece-LO também.
Bendito seja o Senhor que me remiu, que tem guardado meu coração. NELE e somente NELE tenho confiado.

Com quem morarei por toda a eternidade.
A ELE honra, poder e glória de eternidade a eternidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s