Mogi das Cruzes, setembro, 2010

Os conceitos apresentados foram formados a partir de declarações, testemunho de apóstatas famosos e não famosos e possíveis respostas a questionamentos sobre “suas práticas de fé”.
Adicionei comentários e opiniões minhas. Apesar de alguns conceitos serem risíveis, minha intenção é alertar ao verdadeiro povo de Deus sobre os riscos que há nas concessões.
“… Não sabeis que um pouco de fermento faz levedar toda a massa?” (I Coríntios 5 : 6)
Adultério. Mantém a prática, mas defendem-se com base bíblica, como sempre extorquindo-a: “Não julgueis para que não sejais julgados”; ou o famosíssimo “o diabo é sujo”. Quando não, “vocês são uns fariseus”.
Arrependimento. Significa ser apanhado em “falta” sem tempo de fugir. E movidos pelo Inspírito ameçam: “me aguardem”. 

  
Bíblia. Apesar de significar livro, e ter sido, originalmente, feita para leitura, ganhou novo propósito, foi repaginada – substituíram suas páginas por cédulas. 
Assim, ficou mais útil para apostasia, virou porta-cédula. 
É uma nova forma de entrar em terra estranha. Ardilosamente,ou satanicamente,  “preserva” o papel – moeda. Que o Ministério Público chama de evasão de divisa, sonegação fiscal – nomes que só podem vir de satanás, que é sujo. 
Como efeito colateral, se aberta a “Palavra” e encontrada “a mensagem central”, pode-se receber um convite  –  compulsório, decerto – para aumentar permanência fora do país, longe dos “irmãos”. E mais, ser obrigado ao uso de adereços de tornozelo, muito utilizado em criminosos em liberdade vigiada… o diabo é sujo. E, apesar de gratuitos, são bastantes desconfortáveis para atravessar o “deserto” das calúnias. E novamente o diabo é muito sujo.
Brasil para Cristo. Falácia religiosa, com total independência das Escrituras, com propósito de aumento de reduto eleitoral. Fonte da bancada evangélica com seus escândalos.

Cantores gospel. Boa voz e toda ignorância e irreverência são exigidos. Cantam qualquer coisa – de piton, a pitada – e para si mesmos, pois, de acordo com o lema da igreja, todo mundo precisa ganhar seu dinheirinho. E vão eles faturando e sendo faturados. São ecumênicos, vejam o Valadão.

Cristo. Um mantra que utiliza o nome do Senhor. Serve para – como um balde de longas cordas – tirar qualquer coisa do fundo do poço. 

Danças gospel. Alegam que Davi dançou, mas a origem  de dançar na igreja observa o adultério de Davi. Alegam que é para dar ao culto mais movimento, assim o remexer – serpentear é mais adequado – dos corpos glorificam a Deus. É a mensagem sem palavras… e sem o Espírito Santo. O louvor da vergonha e da profanação.

Dente de ouro. Respondem que é bênção, a manifestação clara da mão de Deus sobre a igreja. Não sabem explicar porque Deus abençoou com prótese (ouro em lugar do esmalte). Tem a mesma autenticidade do evangelho pregado e vivido por eles.
Doutrina. Coisa de homem, mata o espírito. Logo, não é para o bem da igreja. Igreja boa é igreja sem doutrina. Bom mesmo é lucrar com a piedade.

Estender-lhes à destra da comunhão é pecado. A Apostasia, neste caso, seria passiva. Foge também destes.

Que Deus seja louvado.
O homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o, Sabendo que esse tal está pervertido, e peca, estando já em si mesmo condenado. Saúdam-te todos os que estão comigo. Saúda tu os que nos amam na fé. A graça seja com vós todos. Amém. (Tito 3.10-11,15)
A Ele, somente a Ele, glória, louvor, gratidão, honra para todo o sempre.

Um comentário em “Glossário da Apostasia – Agosto 2010

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s