A cada momento de convívio com ímpios – pessoas que não conhecem ao Senhor – mais percebo que esses sentem-se sábios aos seus próprios olhos – vivem pelo prazer de oporem-se ao Altíssimo (Rm 12.16) – e sei, também se aplica aos escolhidos.
Pessoas que se fundamentam apenas em seu conhecimento ou sua experiência para erigirem  suas vidas; na verdade, como castelos construídos sobre areia, seguem. Não se dão conta das implicações reais envolvidas, o que está em derredor, negligenciam a tragédia iminente que as circundam.
Pensam-se capazes de reconstruir o mundo a partir de sua própria existência, julgam, pessoal ou coletivamente, terem à sua disposição todo o poder e sabedoria existentes no universo.  Aboliram a história e a razão, sem passado para orientá-los, desdenham do futuro, pois em nada há valor permanente.
E muitos tratam a realidade como um grande game, onde não há limite, os comandos estão em suas mãos, morre-se e vive-se indefinidamente, onde o tempo e a verdade podem ser desconstruídos.
Tentam, a partir de suas experiências no mundo virtual, negligenciar as demandas da “mediocridade do mundo real”. Essa fantasia mantém-se a partir de mentes estacionadas na imaturidade,  uma adolescência permanente. Hipnotizados pela  dinâmica tecnológica, que pulsa em verdades instantâneas, tem suas mentes cativas e encontraram um deus a seguir.
Não sem razão, há tensão entre a fronteira da “tirania do dia a dia” e a dimensão do poder virtual em que se encontram as multidões.
Virá o momento, pessoal ou coletivo, em que será desfeita essa dimensão, então, o “império da realidade” manifestar-se-á.
A crueldade da morte explodirá repentinamente como ogivas, sem oferecer chances para sonhos, sem questionar conhecimentos, sem piedade… bem vindos ao mundo real. 

As palavras do Senhor servirão para resgatar a humanidade perdida? Consideremos o que diz o Senhor:  
Que anuncio o fim desde o princípio, e desde a antiguidade as coisas que ainda não sucederam; que digo: O Meu conselho permanecerá de pé, e farei toda a Minha vontade. (Is 46:10)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s