Há muitas coisas difíceis de aceitar. 

Que somos pecadores. Mas pecadores segundo a percepção e o entendimento de Deus. Ou seja, nossa constituição, nossa disposição interior, rejeita as verdades de Deus.

É difícil aceitar também, que somos movidos pela soberba. Sim, é ela que, mesmo incompreensivelmente, nos leva a rejeitar o amor de Deus. 

É difícil aceitar que Deus afirma ser isso submissão a satanás.  

É difícil aceitar que não haverá um juízo final. Onde nossos atos serão avaliados, distribuindo-se de um lado, os que fizeram o bem, e de outro, os que fizeram o mal. 

É difícil aceitar que nossa eternidade será determinada por submeter-se ou não ao plano de Deus. 

É difícil aceitar que não são os nossos planos, conceitos e ações que nos farão agradáveis a Deus, mas reconhecer que ele, em Jesus Cristo, esteve entre nós, morrendo para nossa salvação.  

É ainda muito difícil de aceitar que há céu e inferno. E que estaremos eternamente em algum desses locais, e que na eternidade não haverá tempo. 

É difícil aceitar que a salvação mesmo estando tão próxima, preferimos nossos pecados, preferimos nossa religião. 

Há muitas coisas difíceis de aceitar, contudo, não são questões de intelecto, de entendimento, pois entendemos tais coisas. Mas existe, sim, em nossa vontade, uma incapacidade que nos aprisiona, impedindo-nos em nos mover em direção de Deus, em abrir mão de nós mesmos. 

É difícil aceitar que estamos perdidos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s