O evangelho dos 12

No evangelho de Lucas, capítulo 9, lemos que Jesus convocou os doze. E lhes mandou pregar o reino de Deus. E assim foi feito, percorreram as aldeias anunciando o evangelho e curando.

O que de fato foi pregado e por que está dito que era evangelho, se Jesus ainda não havia morrido e ressuscitado?


No verso 2, está definida que a missão era pregar o reino de Deus. Assim, percebemos que a mensagem anunciada pelos doze, foi chamada por Jesus de “pregação do reino de Deus”, é também chamada de evangelho.

Em Lucas 8:1, há um paralelo que contribui para entendimento de nossa questão. Lá o termo Evangelho pregado por Jesus e os doze é chamado de “Evangelho reino de Deus”. Portanto, os doze anunciaram o evangelho do reino de Deus.

Herodes, por sua vez, percebeu que a mensagem dos doze era a mesma mensagem pregada por João, o Batista.

Assim, podemos entender que o teor da pregação dos doze era o mesmo anunciado por Jesus e João Batista. Ainda sobre o conteúdo da pregação, João Batista, no Evangelho de João, é identificado como aquele de quem Isaias havia falado. Seria ele, João Batista, quem anteciparia e anunciaria a chegada do Messias. (conforme João 1:31,34). Seria ele o precursor das boas novas, ou seja do evangelho.

Logo, podemos concluir que o teor da mensagem dos doze consistiu em anunciar a chegada do Messias, o rei de Israel.

Quanto a atribuir o termo evangelho para a pregação dos doze, devemos considerar que o significado do termo evangelho é bastante abrangente. Pois, literalmente quer dizer boa mensagem, não obrigatoriamente uma reserva exclusiva para anunciar o sacrifício do Senhor em nosso benefício. Assim, qualquer notícia boa poderia ser registrada pelos os escritores bíblicos como evangelho. Por exemplo, Gabriel, um ser angelical, anuncia como evangelho, ou seja boas novas, para o nascimento de João Batista (Lucas 1:19). Um anjo anuncia aos pastores o nascimento de Jesus, também descrito como evangelho, ou seja boas novas (Lucas 2.10). E finalmente, anjos anunciarão um evangelho eterno em Apocalipse 14.6.

Podemos concluir que os apóstolos anunciaram a chegada do Messias para Israel, e que essa mensagem eram boas novas para aquele povo, ou seja um evangelho.