empty_tomb_easter_.jpg

PORTANTO, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis com ele em glória. (Cl 3.1-4)

Os termos, “buscai e pensai”, constroem um único mandamento, mas à medida que caminharmos, perceberemos quão precioso é.

O texto inicia, dirigindo-se aos “ressuscitados com Cristo”, é sobre a vida de Cristo que seremos instruídos.

E, chegam às nossas mentes a graça e a misericórdia do Senhor, foi por meio delas que ressuscitamos com Cristo. Consequentemente, com Ele morremos, e ao ressuscitar e deixar seu túmulo vazio, destruiu o poder da morte que nos escravizava, dando-nos sua vida.   Temos a vida de Cristo. Logo, o mandamento é para expressarmos em nós, a vida do seu Filho.

Ainda que mandamento, e assim devemos entendê-lo, se trata de uma orientação amorosa, de um Pai que se dirige ao filho que precisa crescer. Ao afirmar que devemos buscar e pensar em coisas celestiais, nos obriga a fazer fluir a vida eterna já, agora, com seus valores, suas verdades e sua bendita esperança.

Esta nova vida que saiu do túmulo, subjuga a morte, que outrora nos enganou, passando-se por vida. Quando submetia nossos desejos e pensamentos às coisas daqui debaixo.

Tais motivações ainda nos espreitam: os prazeres egoístas, a soberba da conquista e do saber, a espera pela felicidade que jamais chegou. E nosso coração permanecia cativo, cá embaixo.

Assim, o mandamento do Senhor é para liberdade, para abandonarmos as coisas anteriores, do primeiro Adão, que em aflição ao pó voltará.

Sim, o mandamento é para liberdade, para viver a vida do último Adão, que é Cristo. Assim, nossa alma deve se refugiar onde está, e de onde virá o nosso Senhor.

Encontrar nos bens celestiais, e nas verdades do Senhor: o amor não fingido, a paz incompreensível, as certezas eternas. Sim, é para viver já, agora, sua vida em nós. Não apenas porque temos sua vida, mas porque não mais nos pertencemos, fomos comprados.

O mandamento é para levantar os olhos para o céu, contemplarmos nossa casa, que já está preparada.

E, lá o veremos em glória, e com ele, viveremos para sempre.

Aleluia!

Um comentário em “Um mandamento para vida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s